Como desenvolver o conceito de sustentabilidade na infância

A sustentabilidade na infância é um tema de grande valia, principalmente porque é nessa fase que as crianças estão formando o caráter e a percepção sobre diversos assuntos. Além disso, o cuidado com o meio ambiente é um dos focos atualmente.

Dessa forma, é preciso que a mensagem passada para as crianças seja a de mudança de paradigma, para que elas possam incorporar esse princípio e se tornarem os reais protagonistas das mudanças que o mundo desesperadamente precisa.

Um adulto não compreenderá a necessidade de um sistema de captação de água da chuva se não for estimulado a pensar no meio ambiente e em formas de protegê-lo.

Entretanto, é preciso pensar em ferramentas didáticas para criar hábitos mais sustentáveis que não se tornem maçantes para a criança, tendo em vista que a paciência infantil ainda não é tão grande.

Conceito de sustentabilidade

O primeiro passo para conseguir estimular as crianças a criarem hábitos mais sustentáveis é compreender assertivamente o que significa a Sustentabilidade.

O termo basicamente se refere à saúde do planeta. A sustentabilidade é um conjunto de atos relacionados ao consumo diário, que tornam essa ação mais consciente.

Esse tipo de atitude tem como objetivo cuidar do futuro do planeta e dos recursos que serão passados para as gerações futuras. Esses hábitos têm o objetivo de afetar o mínimo possível no meio ambiente e em nossa presença no mundo.

Apesar da importância de criar hábitos sustentáveis, são normalmente atividades simples, por exemplo:

  • Diminuir o tempo de banho;
  • Reciclar e reutilizar;
  • Não desperdiçar alimentos;
  • Reduzir o consumo de plástico.

Essas e outras atividades corriqueiras do dia a dia podem ser agentes de transformação se colocados na rotina, e a infância é o melhor momento para conseguir imprimir essa necessidade na mente dos pequenos.

A escola pode ser uma grande incentivadora dessas atividades, mas o trabalho de base, a ser realizado todos os dias, deve partir de casa. É importante entender o impacto que as ações tomadas hoje representarão no futuro.

Pais, avós e tutores são figuras de autoridade que permeiam toda a vida de uma pessoa.

Quando uma criança tem o exemplo nas atitudes, compreende porque ela deve separar o lixo, conceitos de reciclagem e de reutilização de itens descartados, alimentação e diversos outros temas relevantes para a discussão, deixando gravado a importância da sustentabilidade em sua mente.

Quando há a preocupação com o meio ambiente, o serviço de coleta de resíduos sólidos pode ser acionado somente quando houver necessidade, facilitando tanto o trabalho dos funcionários quanto dos contratantes.

Como desenvolver a sustentabilidade para crianças?

Uma série de ferramentas didáticas podem ser aplicadas nas crianças para ensiná-las conceitos importantes que poderão mudar o futuro.

Para isso, é preciso compreender quais são as formas de atrair a atenção da criança e passar sua informação de modo claro e que não a afaste do objetivo principal.

1. Jogos

Uma dessas ferramentas é a de jogos. Você pode transformar atividades corriqueiras em aventuras lúdicas, criando desafios de reciclagem, por exemplo.

Concursos e brincadeiras costumam atrair a mente curiosa das crianças, então são modelos extremamente funcionais de passar uma informação de forma adequada.

Explicar através de um jogo porque você utiliza um sistema de reuso de agua, além de divertido, coloca na criança o pensamento sobre a necessidade do serviço.

2. Auxílio visual

Identificação é essencial para criar a rotina tanto dos pequenos quanto dos adultos da casa. Identifique todas as atividades sustentáveis com placas e outras ferramentas visuais que deixem claro qual a tarefa a ser executada.

É importante compreender que, caso a criança ainda não saiba ler, imagens coloridas e de fácil entendimento podem e devem ser utilizadas. 

Se possível, utilize figuras relacionadas a desenhos e filmes que interessem a criança, certamente ele terá muito mais atenção nesse caso.

Uma placa de reciclagem de plástico separando as latas de lixo pode facilmente passar para a criança qual o objetivo de cada cesto, criando o hábito de sempre separar o lixo.

3. Ferramentas interativas

O mundo das crianças é cheio de descobertas. Muitas vezes, um adesivo que brilha no escuro ou um teto de constelação pode ser o suficiente para ela compreender a necessidade de manter as luzes apagadas, uma vez que sua curiosidade encaminhará para uma atividade diferente da rotina.

Neste caso, também é possível se valer de personagens e desenhos que a criança gosta como uma forma de impactá-la positivamente para a mudança de padrão.

Crie recursos lúdicos para as atividades diárias. Super-heróis costumam estar no imaginário de todas as crianças nos dias de hoje, então por que não aproveitar e ensinar o que estes heróis fariam para melhorar o meio ambiente e incentivar a criança a fazer a mesma coisa.

Através de ferramentas interativas você consegue explicar para uma criança conceitos complexos sustentáveis, como o mercado de compra de sucata e a importância desse serviço para a reciclagem.

4. Dia da limpeza

Transforme o dia de faxina da casa em uma grande gincana. Enquanto você estiver fazendo o trabalho pesado, passe atividades sustentáveis para seus filhos fazerem, como uma corrida para separar o lixo corretamente, pensando em novas utilidades para o reaproveitamento de objetos, entre outras coisas.

Esse tipo de atitude também pode ser levada para fora de casa, incentivando os mutirões de limpeza nas escolas e creches. 

Lá, é possível uma maior conscientização de todos os envolvidos sobre os benefícios de viver uma vida sustentável e por qual motivo devemos mudar nossas atitudes o quanto antes.

Você pode incentivar os professores da escola a buscarem um serviço de gerenciamento de resíduos, ferramenta que não só auxilia a escola mas pode ensinar para os pequenos a importância desse tipo de serviço.

5. Tecnologia

A maioria das crianças de hoje em dia já nasce adepta da tecnologia. Bebês são capazes de compreender a utilização de um aparelho celular antes mesmo de falar ou andar.

Nesse ponto, é possível aproveitar algumas vantagens da tecnologia, incentivando as crianças a jogarem jogos e assistirem conteúdos virtuais sobre sustentabilidade e ecologia.

Existe muito conteúdo de qualidade espalhado pela web, então basta você fazer uma pesquisa prévia para garantir que o conteúdo é adequado, e passar para as crianças, permitindo que elas explorem as necessidades e os benefícios de uma vida sustentável.

Os avanços tecnológicos no campo da sustentabilidade também tem cada vez mais se provado aliados nos mecanismos de ensino.

Se você comprar canudos reutilizáveis com temas infantis populares, conseguirá que seu pequeno entenda a necessidade de abolir descartáveis desde o começo.

Que ações devem ser ensinadas?

Compreender quais atitudes uma criança pode modificar é responsabilidade dos pais, que podem identificar os melhores meios de incentivar práticas sustentáveis dentro de suas próprias casas.

Estes conceitos podem servir como exemplo, mas é importante compreender que cada caso deve ser tratado de uma forma, analisando quais atitudes podem ser iniciadas para buscar uma melhoria de vida.

Excessos

É preciso ensinar o conceito de excessos e de falta. Ter uma grande diversidade de brinquedos é muito legal para qualquer criança, mas quantos destes brinquedos são utilizados?

É importante desde cedo criar o conceito de doação na criança, para que ela possa compreender que o próximo muitas vezes não tem acesso a algo que deveria ser considerado básico.

O conceito da diversão deve ser baseado em atos, nunca em objetos. Portanto, sempre que possível elimine os excessos no conceito da vida da criança.

Limites

Limitar o tempo que uma criança passa na frente de um computador, tablet ou celular não é só importante para que ela realize outras atividades, mas também é importante para compreender o conceito de limites.

Dessa forma, você pode ensinar padrões sustentáveis como desligar os aparelhos que não estiver usando, diminuir a poluição gerada por esse tipo de equipamento e compreender as necessidades das outras pessoas que moram na casa.

Descarte consciente

A reciclagem é uma das maiores aliadas no ensino da sustentabilidade. É uma ferramenta de fácil absorção, que muitas crianças consideram divertido e que pode ser um fator de mudança dentro de sua casa.

Você pode separar todos os vidros da casa para uma empresa de reciclagem de vidro, ensinando a importância desse tipo de atividade junto às crianças.

Além disso, incentivar a doação também pode ser aplicado nesse tipo de situação, onde muitas vezes aquilo que consideramos lixo pode servir para outra pessoa.

O objetivo ao ensinar conceitos básicos de sustentabilidade para uma criança devem ser identificar os erros do passado para que o futuro seja mais vivo, verde e pacífico.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Leave a Reply