Dicas para iniciar sua startup – Confira agora Mesmo

É cada vez mais comum hoje dizer que iniciar startup é abrir uma nova empresa, já que ela apresenta um cenário de incertezas e de desafios. Apesar de a definição desse modelo de negócio ter sido aperfeiçoada com o tempo, essa ideia não está equivocada. 

O termo startup sempre foi utilizado nos Estados Unidos, tendo ganhado relevância no Brasil quando ocorreu, entre 1996 e 2001, a bolha da internet. 

Esse período representou a crise enfrentada pelas empresas chamadas de “ponto-com”, onde houve muita especulação sobre as ações de negócios voltados para a tecnologia e comunicação que estavam no mundo virtual. 

No processo, a expressão startup, que significa dar início a algo e fazê-lo funcionar, ganhou destaque no mercado, e passou a ser utilizada para definir um grupo de pessoas que trabalhava para que uma ideia diferenciada pudesse trazer um retorno interessante. 

Nesse sentido, uma empresa de consultoria em engenharia mecânica que está começando poderia ser definida como uma startup, uma vez que ela pode ser um negócio realizado por várias pessoas e que tem potencial de crescimento elevado. 

Atualmente, a melhor definição para o termo é: uma companhia nova, que possui um modelo de negócios com forte tendência ao escalonamento, mesmo em um ambiente que possui incertezas e que depende da criação de soluções. 

Vale lembrar que uma startup não significa que a marca será enquadrada como uma empresa virtual. Em geral, a sua grande maioria surge pela internet devido aos custos de implementação e de trabalho, que costumam ser bem menores. 

Ao mesmo tempo, é necessário ressaltar que a inovação é um aspecto fundamental nesse formato, já que esse elemento é o que vai diferenciá-la de um modelo padrão de negócios. 

Depois de entender qual é a definição de startup, também é interessante conhecer as suas vantagens, assim como entender os meios de criar uma empresa jovem do zero. Quer saber mais sobre o assunto? Então siga na leitura deste conteúdo. 

Quais são as vantagens de montar uma startup? 

Quando um empresário decide ter um negócio próprio de confecção de roupas profissionais, por exemplo, ele tem duas opções: comprar uma empresa já em funcionamento ou começar a sua do zero. 

De fato, quando se pensa em assumir uma companhia que está no mercado há vários anos, é preciso considerar que ela possui uma série de características definidas, que vão envolver o setor financeiro e a linha de produção dela. 

Nesse sentido, mesmo que ela tenha espaço para modificações e que elas possam ser implementadas, esse tipo de ação pode demorar anos, além de ser, de certa forma, bastante custoso em termos de investimento. 

Levando em conta o potencial de uma startup, é possível dizer que começar um novo negócio seguindo as características desse modelo pode trazer algumas vantagens positivas, tais como:

  • Maior motivação em tocar o negócio; 
  • Maior poder de decisão sobre investimentos;
  • Melhor custo-benefício;
  • Maior controle sobre o negócio.

Todo novo projeto traz maior motivação para ser colocado em prática do que assumir um que já está funcionando. 

Isso porque, ao abrir uma loja para venda de material elétrico para construção pela internet, por exemplo, os empresários podem modelar a empresa para que ela tenha um formato diferenciado e que atenda às necessidades do seu público. 

Não à toa, as startups surgem em um cenário onde se busca soluções cada vez mais eficientes, e que possam atender demandas que se apresentam em um mundo onde a tecnologia vem dominando o mercado. 

Além disso, ter um novo negócio significa investir um capital, mas as startups permitem que você encontre a melhor forma para isso. 

Seja com dinheiro próprio, emprestado ou com verba de um investidor, a empresa pode se desenvolver e alcançar novos patamares, até que ganhe maior estabilidade financeira. 

Nesse sentido, ao começar do zero, você terá menores custos com o negócio, uma vez que uma empresa de reforma de quadras esportivas, que já esteja funcionando e tenha uma carteira de clientes, custará mais caro do que iniciar o seu novo projeto. 

Desse modo, o custo-benefício se torna atraente, por ser de menor valor e por permitir um crescimento controlado, que trará bons retornos rapidamente. 

Afinal, quando se conhece a fundação da empresa e a administração dela, o controle é muito maior, evitando surpresas como empréstimos e dívidas anteriores. 

Essas são apenas algumas das principais vantagens de uma startup, o que faz com que ela se torne um modelo de negócio atrativo e com destaque no mercado. 

Como começar uma startup

Uma startup possui alta potencialidade de crescimento, o que significa que ela apresentará como características a inovação e a possibilidade de ser escalável, ou seja, de crescer de maneira acelerada sem prejudicar o seu caixa.

Assim, para abrir uma startup de serviço de conservação e limpeza, ou de qualquer outro segmento, é preciso seguir um passo a passo, que será abordado a seguir. 

1. Trabalhar a sua ideia

Se você teve uma ideia inovadora, é preciso entendê-la de maneira aprofundada, consultando opiniões, estudando o mercado, pesquisando sobre o potencial e a originalidade e o quanto esse negócio pode se desenvolver. 

Passada essa etapa, é fundamental entender como a ideia pode ser colocada em prática, de forma a descobrir se o mercado está receptivo a ela, assim como se você dependerá de pouco ou de muito dinheiro para dar início ao projeto. 

2. Fazer com que o modelo cresça

Conhecer as necessidades do seu público e mapear a sua concorrência são processos fundamentais para que seja possível desenvolver o seu modelo de negócio. 

Afinal, um projeto só ganha visibilidade e a potencialidade de crescimento quando ele se torna diferente de outras companhias do mercado, oferecendo o que há de melhor para os seus clientes e de forma inovadora. 

3. Conhecer e se destacar no seu nicho de atuação

Nada mais importante para uma nova empresa do que conhecer o seu nicho, sabendo das demandas e do que ela precisa para se tornar cada vez melhor. 

Quem abre uma demolidora de construção, por exemplo, deve encontrar no segmento os meios de prestar um serviço necessário, mas que ainda não é explorado, seja com o uso de novas tecnologias ou com o desenvolvimento de um processo novo e exclusivo. 

Tudo isso contribui para o crescimento da startup, mostrando que ela tem um potencial de destaque bastante relevante, dominando o seu setor e propondo o oferecimento de serviços exclusivos. 

4. Definir o modelo do seu negócio

Também é essencial definir o modelo de negócio da sua startup, ou seja, como ela vai funcionar e como os seus processos serão executados para serem enxutos e econômicos, ao mesmo tempo em que fornecem produtos ou serviços de alta qualidade. 

Para isso, é necessário definir:

  • O valor do investimento; 
  • A segmentação de clientes; 
  • As atividades que serão executadas; 
  • Os parceiros da marca;
  • As fontes de receita;
  • Os custos operacionais;
  • Os recursos que serão necessários;
  • Os canais de comunicação e publicidade da empresa;
  • Como será o relacionamento da marca com o público.

Tudo isso é essencial para definir a startup e fazer com que ela tenha um direcionamento mais assertivo para começar a atuar. 

5. Montar um plano de negócios

Depois de seguir as etapas acima, chega o momento de montar o plano de negócios, que deve considerar os pontos mencionados, sem esquecer a importância da inovação nesse cenário. 

Além de ajudar a estruturar de maneira mais prática como a startup vai começar a funcionar, também é possível utilizá-lo como um guia para garantir que todo o processo seja colocado em prática da maneira como foi idealizado. 

6. Construir networking

Assim como uma loja que vende portas e janelas precisa de um fornecedor de esquadrias de alumínio e parceiros para revender os produtos, uma startup precisa contar com uma rede de contatos que vão ajudá-la a crescer. 

Por isso, é essencial construir networking para a empresa, ação essa que pode ser feita na participação de feiras e eventos do setor, assim como em ambientes de trabalho compartilhados.

Todas essas etapas são essenciais para que a startup possa ser idealizada e colocada em prática, ganhando assim o seu espaço no mercado. 

Onde buscar inspiração para construir uma startup

Apesar de parecer um processo complicado, é possível buscar inspiração para montar a sua startup, de modo que você ganha mais familiaridade com as necessidades desse projeto e consegue desenvolvê-lo de forma mais assertiva. 

Para isso, a primeira dica é observar as principais tendências do mercado. É por ali que você identifica o que as pessoas estão buscando e como você pode contribuir para oferecer uma solução para o que elas precisam. 

É também essencial estudar os casos de sucesso, e em especial os que são do seu nicho. Conhecer a trajetória das empresas de persianas, por exemplo, faz com que você conheça o melhor caminho para seguir e quais desafios poderá encontrar pela frente. 

Ao seguir as dicas abordadas neste conteúdo, certamente os seus planos de abrir um negócio inovador e que possa ser escalável se tornarão cada vez mais coerentes, e poderão conquistar o sucesso desejado. 
Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Leave a Reply